domingo, 31 de julho de 2011

Meus primeiros corações...

Oi, gente!
Há muito tempo queria fazer um coração Tilda. Finalmente fiz um, que dei de presente para a minha comadre Nélia.
Gostei muito e já fiz outros, um para dar de presente para a Cris (a noiva mais animada que conheço!). Como ela adora caixinhas, encapei uma para compor a lembrança.

O coração para a Nélia.

Como acabamento coloquei um florzinha de cetim; adoro essas flores.

No presente da Cris, inventei um pouco e o fiz com dois tecidos.

A caixa e o coração feitos com os mesmos tecidos.



Hoje é o aniversário do tio Manoel, um senhor que adora artesanato e coisinhas de casa como nós. Então, fiz um jogo americano para ele.Usei tecido com estampa de fazenda para combinar com a mesa de madeira que ele tem:

O próprio tecido é uma paisagem.

Na mesa da minha cozinha.
Espero que tenham gostado, pois eu, animadíssima com minhas costurinhas, amei!!

Beijos e uma semana produtiva para todos!!!
Kátima.

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Bichinhos para uma fazendinha especial.

Minha irmã fez a festinha de 1 ano do meu sobrinho Alberto com motivo de fazendinha e me pediu para fazer alguns bichinhos de pano para decorar a mesa. Não fiz todos que gostaria, pois ela me fez o pedido 3 dias antes de eu sair de férias. Tirei alguns dos moldes dos livros da Tilda, mais fiz algumas modificações para ficarem com carinha de fazenda.
Vamos às fotos dos bichinhos:

Fiz com tecido marrom para parecer mais real, e coloquei uma manta.


Não coloquei o suporte, como está no livro, para os meninos brincarem com ele depois da festa.

Olha a vaca...

Fiz com tecido liso, é uma Nelore,hehehehe

Depois vou fazer uma pra mim com asas, igual a do livro.

A pata e seus patinhos...

Família linda!

Um coelho e suas cenouras, feitas pela Laura.

A galera reunida.

Minha irmã me envio essas fotos com os bichinhos na mesa do bolo:





Fico feliz em fazer algo para as pessoas que gosto, seja um simples bolo, peças de artesanato ou apenas bater um papo, pois dá vida levamos o que fizemos de bom!

Beijos!!!! 
Kátima.

domingo, 24 de julho de 2011

Continuando as férias e conhecendo mais uma blogueira...

Boa noite!!
Depois da viagem para a Chapada dos Veadeiros,  fui para Prata (minha cidade natal) visitar minha mãe e outras pessoas muito queridas. De lá, dei um pulo em Uberlândia que fica perto, onde mora minha irmã e meus sobrinhos lindos. Levei uns bichinhos de pano que fiz e mostrarei aqui assim que tiver com as fotos. Aproveitando que estava lá, aceitei o convite da Carol, do blog Madame Morgana, para um lanche; foi muito legal, trocamos presentinhos e conversamos bastante; ela é muito simpática e uma ótima anfitriã, espero encontrá-la mais vezes.
Tirei algumas fotos do nosso encontro para compartilhar com vocês.

Olha o capricho da mesa..

Hum...esse bolo estava uma delícia!!

Eu e a Carol.

Olha a Milu participando do encontro.

E para presentear a dona da Milu, fiz uma Tilda Milu:



Olha a carinha dela:


A Carol, além de me receber em sua casa, me deu de presente essa lanterna muito charmosa que já coloquei  em um lugar especial.





Neste fim de semana estou hospedando a minha amiga de infância Fernanda e sua família que vieram a Brasília para o casamento do cunhado dela.Vejam a foto de nós duas na festa, não estamos elegantes?rsrsrsrs





Beijos e uma ótima semana!!!
Kátima.

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Viajei para....


Oi, gente!!!
Voltei das férias com a criatividade a mil, pois com a beleza do cerrado e suas flores não tem como a inspiração não chegar.
Vamos falar um pouco da Chapada dos Veadeiros, um lugar místico e belo, com passeios  maravilhosos (e alguns, cansativos). Algumas trilhas duram o dia inteiro, como a que fiz no Parque Nacional da Chapada. Já em outras, como no Vale da Lua,  o percurso é fácil.
Agora vamos às fotos desse cantinho do nosso Brasil:

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros.

Algumas flores que vi no passeio.


Cânions.


Parece que estou em uma cena de filme...

O cânion fotografado por cima.

Depois de algumas horas caminhando esta paisagem é o presente da natureza.
Cachoeira Raizama.
Um cânion  lindo.



Vale da Lua.



O rio corre por baixo dessas pedras.

Parece que estou na lua??
Cachoeira Morada do Sol.
Este lugar é especial,  podemos caminhar sobre as pedras acompanhando o percurso do rio.

Vejam como a água é transparente!

Fiquei hospedada na vila de São Jorge, um  lugar bucólico escondido no  meio da chapada (tem 620 habitantes e as ruas sem calçamento), com pousadas charmosas, restaurantes a luz de velas e música ao vivo; o lugar perfeito para um casal sincronizar as energias.

Um passeio pelas ruas de terra de  São Jorge.

A pousada onde me hospedei.

Um delicioso crepe a luz de velas, no restaurante Lua de São Jorge.

Fazendo uma poção do amor,rsrsrsrs

Muito romântico esse lugarzinho.
 Além dos passeios e jantares, na vila pode-se fazer algumas terapias. Claro que eu fiz a minha: uma agradável massagem ayurvédica para revigorar o corpo e a mente.

Se tiverem oportunidade visitem a Chapada, fica só a 260 Km de Brasília.
 Parque Nacional da Chapada.

"Canela de Ema" florida, planta típica do cerrado.

Beijos, Kátima.

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Uma receita enquanto viajo.

Oi, galerinha.
Neste ano fui a várias festas juninas e não comi uma canjica boa. Então resolvi fazer uma festa em casa para as minhas filhas e algumas amigas.
Se não bastasse toda essa comilança, ainda estou tentando fazer uns bichinhos de tecido para o aniversário de 1 ano do meu sobrinho; minha irmã acha que eu sou uma máquina, né Keilla?

Darei uma sumida do mundo virtual por uns dias, vou conhecer um lugar que dizem ser maravilhoso e não usarei a internet lá. Viajarei para ... conto quando voltar. rsrsrsrsrs 


Cardápio da festa, a Laura fez o desenho. Ela  não é uma artista?

Bolo pamonha, hummm!!


Cachorro quente, que delícia!!

Potinhos prontos para começar a degustação. rsrsr

Canjica.
Receita da canjica.


Ingredientes:
500 g de milho para canjica.
1 litro e 1/2 de leite
1 lata de leite condensado
1 xícara de amendoim torrado sem casca

Modo de fazer:
Cozinhe o milho para canjica na água em panela de pressão. Depois de cozido escorra a água e coloque o leite, uns pedaços de canela, 1 pitada de sal e o leite condensado. Deixe cozer mais um pouco com a tampa da panela entreaberta, sem pressão. Coloque o amendoim (já  batido no liquidificador)e deixe engrossar mais um  pouco, veja se a canjica está boa de doce, se precisar coloque um pouquinho de açúcar.
Sirva.


Beijos e bom fim de semana.
Kátima.